HOME SOBRE RESENHAS ESCRITAS CONTATO PARCERIAS

Seja luz na escuridão

Laura Matias


Quando olhei pela janela, pingos grossos e contínuos caiam do céu e cobriam as ruas. O som da chuva tomou conta do quarto silencioso.
Estava ali sozinha inerte em meus pensamentos.
Confesso que amava o clima que a chuva trazia e o maravilhoso cheiro de terra molhada. Mudava completamente a energia de qualquer lugar e bastassem alguns pingos para que a felicidade viesse à tona.
Recordei-me do tanto de vezes que encontrei pessoas que diziam se sentir encantadas pela chuva e a boa energia que ela traz. Mas, isso não passava de palavras. Palavras em vão, pois nunca vi alguém que realmente a sentisse como deveria.
Meu passatempo favorito em tempestades de verão é o famoso banho de chuva e não há nada mais renovador do que isso.
Minha atenção foi desviada para o que acontecia lá fora.

Morava num prédio alto e tinha a visão de tudo o que acontecia lá embaixo. Tinha visão da rotina das pessoas. Tinha visão do mundo fora do meu aconchegante lar. Gostava de ter esse privilégio, pois me fazia viajar nos meus pensamentos, enquanto acompanhava as pessoas em suas rotinas.
Enquanto observava a chuva que começava a tomar conta das ruas, vi pessoas apressadas correndo de um lado para o outro em busca de um teto, pessoas mexendo em suas bolsas em busca de um guarda-chuva, enquanto o que eu mais queria no momento era render-me a dança que os pingos faziam. Render-me a chuva. Render-me a essa sensação.
Muitos dizem amá-la, mas quando ela vem, correm em busca de um lugar pra se esconder.
Isso também acontece em nossa vida.
Dizemos querer coisas e quando elas realmente vêm, damos um jeito de fugir.
Por que não encarar a chuva? Por que não se deixar molhar?
Temos tanto a aprender nessa vida e aprendemos em todos os simples momentos. Aprendemos o tempo todo. Com tudo e todos. Nunca teremos o aprendizado pleno até que deixemos de viver. Então por que não respirar fundo e render-se a dança? Por que não aproveitar esse presente e se sentir livre? Por que não encarar os problemas? Por que querer fugir do aprendizado? Não devemos fugir. Sejamos aqueles que acendem a luz quando está escuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Escritora por um acaso / Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design / Ilustrações por: Kézia Martins
Tecnologia do Blogger.