HOME SOBRE RESENHAS ESCRITAS CONTATO PARCERIAS

Childhood



Portugalnummapa.com
Quando jovem, não se tem medo de fechar os olhos. Não se tem medo de sonhar. Não se tem medo de imaginar o que pode e o que não pode acontecer. Quando jovem, quer-se viajar. Conhecer. Viver. Amar. Errar. Sorrir. Chorar. Acertar. Arriscar.


Há uma certa infinidade de sentimentos, mas nunca o medo. E aí a pessoa cresce e esquece que, há alguns anos ela tanto amava aqueles sentimentos, que podem ser descritos por meio de verbos aleatórios, mas que fazem tanto  sentido para aqueles que os praticam. E então só sobra o medo.
A insegurança de não passar na entrevista de emprego. O medo de não "vencer na vida". O que isso significa, afinal? Esse negócio de vencer na vida?

Acho que para a maioria é crescer, terminar a faculdade, trabalhar em um emprego estável, ganhar dinheiro e envelhecer em uma casa de praia, para ver seus filhos crescerem, se formarem na faculdade para um dia, se tiverem sorte, chegarem exatamente ao mesmo lugar dos pais.
É um grande ciclo, que talvez não faça tanto sentido para aquela maioria que não é muito fã da zona de conforto. Os aventureiros. Os jovens.
O que espero para mim, é juventude mesmo quando meu corpo já for velho. Nunca deixar de sonhar, nunca ter medo de errar.
Mas e o seu frio na barriga? Por onde anda? É assim que deveríamos nos sentir em todos os momentos da vida.

Já vi muitos jovens em corpos velhos e muitos velhos em corpos jovens.


Floresça. Cresça, mas não perca a sua juventude. Não perca este brilho nos olhos e nem essa mania linda de sorrir para a vida. A vida sorri de volta, uma hora ou outra.
Amadureça sem medo de que nada der certo. Há sempre um novo começo. Um recomeço.
Envelheça, mas se for para estar numa casa de praia, esteja dentro da água, brincando com seus netos.

Não deixe de ser assim, solar. Não seja tão preocupado.
Há sempre um recomeço; Há sempre um novo lugar para conhecer; há sempre uma nova onda; há sempre uma nova pessoa; há sempre um avião decolando do aeroporto; há sempre uma pizzaria esperando o telefonema; há sempre juventude dentro de cada um e alguns ainda insistem em dizer que já cresceram demais para isso.

4 comentários:

  1. Seus textos são incríveis. Adoro! <3 No meu blog tem algumas reflexões também se quiser visitar lá. Beijos.

    Blog Géu Cerqueira
    Canal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Géssica!
      Fico feliz que goste, muito obrigada <3

      Vou visitar sim! Beijinhos <3

      Excluir
  2. Que texto inspirador. Tem dias que eu só preciso ler textos assim para me motivar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado! Continue acompanhando o blog! Por aqui sempre tem um texto autoral!
      Beijinhos <3

      Excluir

© Escritora por um acaso / Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design / Ilustrações por: Kézia Martins
Tecnologia do Blogger.