HOME SOBRE RESENHAS ESCRITAS CONTATO PARCERIAS

Simplesmente :)



É simplesmente assim.
Quando a simplicidade fala mais alto em meio à tantos prédios dessa cidade enorme, não há quem vá discordar. Quando os pássaros ficam aos montes nos fios de eletricidade. Quando uma borboleta perdida te encontra em casa. Quando as folhas das árvores caem no nosso quintal. 

Minha primeira viagem

(Foto: Pinterest)


(2013)

Não sei se conseguiria transformar toda a emoção que senti naquele momento em palavras. Foi algo tão inesquecível, único e diferente.
A sensação de pisar em solos estrangeiros é quase a mesma de quando você termina e sente que terminou algo que estava há muito tempo tentando fazer.
No início de tudo, eu era uma pessoa bem simples, classe média. Porém, devido a problemas pessoais na família, tudo desandou.
Quando já não havia mais caminhos a percorrer e já não havia mais para onde correr, eis que acontece um milagre em minha vida. Foi muito difícil acreditar que aquilo realmente acontecera e ainda mais difícil acreditar que foi comigo e minha família.
Era comum, quase rotineiro jogar na mega sena. Sempre jogávamos e nem nos importávamos mais, pois sabíamos que quando se quer muito algo, se perde e quando você menos espera, se surpreende. E foi exatamente o que aconteceu. Fomos surpreendidos ao ganhar mais de milhões de uma noite para a outra.
Quando recebi a notícia, nem pensei duas vezes, já tinha em mente o que fazer. Eu tinha uma adoração platônica pela Disney. Na verdade, acho que ainda tenho. Eu era louca, fissurada, apaixonada de verdade. Fui correndo pedir ao meu pai para realizar a viagem o mais breve possível. E assim foi. Bem simples.

Respire

fotografria: Laura Matias

Respire fundo. Vou avisar de uma vez. Não vai ser fácil. Muitas vezes você vai pensar em desistir. Muitas vezes você vai querer parar isso tudo e voltar no tempo. É uma vida difícil, mas vale a pena o esforço. Por mais que as coisas se tornem quase impossíveis, confie. Você vai conseguir sair disso. 
A vida é feita de momentos e nem todos eles são bons. É como um piano, os dias bons são as teclas brancas e os ruins são as pretas, e só há música com as duas teclas trabalhando juntas. Só há vida se houverem momentos, sejam bons ou ruins.


Respire fundo. Não tente apressar as coisas. Tudo vai acontecer em seu tempo. E nada é por acaso. 
Tenha paciência, um dia você chega lá. Vá com calma, nem todo caminho vai te levar ao lugar certo. Talvez você se engane algumas vezes antes de acertar, e acabe entrando em caminhos errados , mas sempre tem volta. 
Talvez uma dúvida apareça. Qual caminho é o certo? Então aqui vai uma dica: geralmente o caminho certo é o mais difícil. Não se deixe enganar por um caminho bonito e fácil, pois ele pode te levar ao lugar errado.


Respire fundo. Eu sei que agora nada parece que vai dar certo, mas vai. No final das contas vai ficar tudo bem. As coisas vão se resolver, o tempo vai dar conta do recado. Vai por mim, não se preocupe tanto. O segredo é ser o melhor que você possa ser. A partir do momento em que você for sua melhor versão, as coisas se tornarão melhores também. Você,  e apenas você, tem o poder de mudar sua vida. Isso depende inteiramente da sua vontade. Levante a cabeça, saia de casa. Sorria. Quando um novo dia nasce, nasce também uma nova chance de ser feliz. De mudar tudo. O seu amanhã já vem, falta pouco. A noite está acabando e o pior já passou. Logo nascerá um novo dia e aí estará sua chance.


Quando tudo parecer perdido, coloque sua playlist para tocar no Spotify, faça um brigadeiro, abra a janela e veja o sol, sorria, viva. Respire fundo.


Série do momento


(Foto: Vitória Abdalla)

Olá, leitores!

Acredito que muitos de vocês gostam de acompanhar séries, nem que seja uma ou outra. E é claro que comigo não é diferente. Acompanho várias séries e sempre estou iniciando mais uma.
Recentemente, comecei a acompanhar uma série que entrou na minha lista por indicação e não foi preciso nem cinco episódios para que eu me apaixonasse por ela.

Hoje, trarei algumas informações sobre ela para que vocês possam saber mais e, quem sabe, até mesmo, começar a acompanhar também.

Nota: Eu comecei a escrever esse post há muito tempo - por volta de janeiro -, porém, por um motivo desconhecido, eu não finalizei e não publiquei. Okay! A série continua sendo incrível e merece a indicação. Assistam!

À Espera de Quê?






O trabalhador espera a sexta-feira. 
O padeiro espera o pão assar. 
O escritor espera ver seu livro publicado.
O vendedor espera o cliente. 
O estudante espera as férias de verão. 
O surfista espera a onda perfeita. 
O amigo espera o outro no aeroporto. 
As pessoas esperam o ônibus. 

E de repente já é dezembro, já é natal,  já é ano que vem e nós ficamos esperando.

Nós esperamos tanto e a vida não espera. Ela passa e não tem pena de quem não a aproveitou. 
Passamos a vida toda esperando. Para que a pressa? A única certeza que temos para o futuro é a morte. 

Não há problema em esperar dias melhores, pois isso é o que fortalece. O problema está em esperar sempre. E se for hoje o melhor dia da sua vida? Como você saberia? 
Para uma pessoa que já está no fim da vida, será que ela se arrepende de ter esperado tanto e  não ter vivido o que estava a esperando lá fora?

Sempre há tempo. "Enquanto há vida há esperança", Certo? Enquanto há vida há tempo de ser feliz. Há tempo de parar de esperar tanto e viver o agora. Há tempo de abraçar seus pais. Há tempo de agradecer. Há tempo de dizer Eu te amo para quem você ainda não disse. Há tempo de sorrir para alguém. Há tempo de olhar o céu e de viajar. Há tempo de tirar uma fotografia. Há tempo de sonhar. Há tempo de ouvir a música que você tanto ama.  Há tempo de levantar da cama, sair do quarto e ver o quanto está lindo o dia lá fora, porque nem o mundo, nem o tempo e nem a vida vão esperar. A vida é o que acontece enquanto ficamos preocupados demais com o futuro.




Eu queria...

(Foto: Vitória Abdalla)

Eu queria poder ler um livro por dia;
Eu queria poder assistir a todos os filmes já lançados;
Eu queria ter experiências de outros países e lugares interessantes;
Eu queria poder ouvir uma história de amor de cada pessoa de cada parte do mundo;
Eu queria me formar naquilo que tenho interesse;
Eu queria passar a época natalina em Londres;

Maresia

Fotografia: Laura Matias

Estou aqui, sentada na areia da praia. A maresia vem com o vento e vejo as ondas quebrarem e um horizonte que se confunde oceano com o céu. O mar com sua imensidão e mistério, de uma beleza incomparável e única.

Imagino que as pessoas sejam assim também. Como o mar. Cada pessoa é um oceano. Cada qual com suas vidas, cada um com seu diferencial. Cada pessoa tem algo que a torna especial, única.

Assim como algumas pessoas são um oceano difícil de navegar, agitado e tempestuoso, outras são um mar calmo e pacífico.
 Mesmo com as maiores ondas, os mares agitados sempre se acalmarão em algum ponto. A tempestade não é para sempre, uma hora acaba. São um mar infinitamente humano. Sempre haverá algum marinheiro disposto a navegar um mar difícil. Sempre haverá calmaria depois de uma tempestade, mesmo que ela demore a acabar.

Nós somos todos surfistas deixados em uma praia com uma prancha. Nessa praia, vamos aprender, conhecer pessoas, valorizar. Alguns irão encarar ondas grandes, outros preferirão as ondas menores. Alguns vão surfar por amor, outros por obrigação ou por diversão.
 Talvez sua onda demore chegar ou talvez ela chegue cedo demais.

 Saiba esperar pela onda perfeita, que te levará ao lugar certo. Tenha paciência, ela vai chegar. Antes dessa onda perfeita chegar, você vai surfar muitas outras acreditando que serão aquelas as perfeitas, mas eu garanto que quando a sua onda chegar, você a reconhecerá. 

A vida é essa. Vem e vai como as ondas, todos os dias. Nunca para, nunca descansa. Às vezes o mar vai estar difícil de navegar, a onda vai estar grande demais para surfar, mas se você cair, não vai se afogar.
 É só tentar de novo, pegar sua prancha, prender bem as quilhas e ter paciência para a tempestade passar. Ela sempre passa. 


Laura Matias



Inspirações


(Fonte: Love this pic)



Olá, leitores!

Mais uma semana está chegando ao fim e com ela vem aquela pergunta intrigante: Será que eu tive uma semana na qual eu me orgulhe?
Essa questão pode virar um post mais para frente, mas ela é a chave do que gostaria de abordar hoje.

Assim como a semana está chegando ao fim, sabemos que o final de semana passa mais rápido que a velocidade da luz e, com isso, sem nem piscar a segunda-feira já está batendo a porta novamente.
Não sei se vocês são como eu, mas uso o final de semana para planejar tudo o que farei durante a semana, principalmente organizar meu plano de estudos, já que estou em ano de vestibular. Mas, isso funcionaria muito bem com qualquer um, seja qual for a tarefa. Seja para quem irá trabalhar, estudar, blogar ou vlogar.

Pensando nisso, trouxe nesse post algumas coisas que me inspiram. Não só a estudar, como também a conseguir conteúdo para o blog quando tenho um bloqueio criativo.


E se...?


"E se eu quiser descobrir novos caminhos?
Conhecer novos lugares, com novas pessoas?
Eu sempre amei o novo mesmo."
© Escritora por um acaso / Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design / Ilustrações por: Kézia Martins
Tecnologia do Blogger.