HOME SOBRE RESENHAS ESCRITAS CONTATO PARCERIAS

[Resenha] O fim de todos nós

Lido em: Outubro de 2015
Título: O fim de todos nós.
Autor: Megan Crewe
Editora: Intrínseca.
Gênero: Suspense, aventura, romance.
Ano: 2013

Classificação


Sinopse: Tudo tem início com uma coceira insistente. Então vêm a febre e comichão na garganta. Dias depois, você está contando seus segredos mais constrangedores por aí e conversando intimamente com qualquer desconhecido. Mais um pouco e começam as alucinações paranoicas. Então você morre...



Resenha


Kaelyn, uma garota de 16 anos, mora em uma ilha isolada do continente e vive uma vida normal e feliz ao lado de sua família e amigos. Quando seu (ex) melhor amigo vai para o continente, Kaelyn se sente culpada e começa a escrever uma carta para Leo, como um pedido de desculpas, mas ela não tem nenhuma intenção de envia-la.

Aos poucos isso vai se tornando normal e Kaelyn acaba fazendo cartas diariamente para Leo, como se ele pudesse ler o que ela estava pensando e sentindo.

Alguns dias depois, ela vai para a casa de uma de suas amigas fazer um trabalho da escola e seu pai começa a trata-la de um jeito assustadoramente amigável.

Quando Kaelyn volta para casa, seu pai - que trabalha para o hospital local realizando pesquisas - alerta a família de uma possível epidemia de um vírus aparentemente muito perigoso, que trazia como sintomas coceira, febre, tosse, espirros e conversas intimas com qualquer desconhecido.

O governo decreta estado de quarentena e mais pessoas começam a morrer e se infectar. Kaelyn e o resto dos habitantes da ilha vivem sem qualquer tipo de conforto e lazer, tudo poderia estar acabado. Mas nunca é impossível piorar e a mãe de Kaelyn acaba infectada e perde a sanidade, e acaba infectando Kealyn. Ela fica doente por alguns dias mas, milagrosamente, se cura.

Agora Kaelyn não tem mais nada.De sua família, sua mãe contraiu o vírus, seu irmão pode estar morto em qualquer parte do continente por ter fugido de casa e seu pai foi morto enquanto protegia outras vidas.

Enquanto o vírus leva seus amigos e familiares, ela insiste em acreditar que haverá uma salvação. Afinal, ela ainda tem Gav e Meredith e, quem sabe, Leo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Escritora por um acaso / Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design / Ilustrações por: Kézia Martins
Tecnologia do Blogger.