HOME SOBRE RESENHAS ESCRITAS CONTATO PARCERIAS

[Resenha] Azul Da Cor Do Mar - Marina Carvalho


Título: Azul da Cor do Mar 
Autora: Marina Carvalho
Editora: Novas Páginas 
Gênero: Romance
Ano: 2014
Páginas: 334
Classificação: 


Sinopse: Azul da Cor do Mar - ACASO, DESTINO ou LOUCURA? No caso de Rafaela, Pode ser tudo isso junto. Para alguém como ela, nada é impossível. Rafaela sonha desde a adolescência com o garoto que viu uma vez, perto do mar, carregando uma mochila xadrez... A idéia fixa não a impediu, porém, de ser uma menina alegre e muito decidida. Ela quer ser jornalista, e seu sonho está se concretizando: Rafaela Vilas Boas (um nome tão imponente para alguém tão desajeitado) conseguiu um estágio no melhor jornal de Minas Gerais. Mas, como estamos falando de Rafa, alguma coisa tinha que dar errado. O jornal é mesmo incrível, mas seu colega de trabalho, Bernardo, não é a pessoa mais simpática do Mundo. Em meio a reportagens arriscadas – e alguns tropeços -, Bernardo acaba percebendo, contra a sua vontade, que Rafaela leva jeito para a coisa... E que eles formam uma dupla de tirar o fôlego. Mas e a mochila? E o garoto, o envelope, as cartas? Um dia a estabanada Rafaela vai ter que se libertar dessa obsessão. 


Resenha: 

Azul da cor do mar conta a história de uma mulher de 21 anos que sonha em ser jornalista e faz estágio no melhor jornal de Minas Gerais, tendo Bernardo como colega de trabalho.
Rafaela é uma mulher alegre e decidida. Tem três irmãos mais velhos (Ricardo, Augusto e Gustavo) que são super protetores e dividem o apartamento com ela.

Bernardo é independente, mora sozinho e trabalha no jornal Folha de Minas. Um homem muito bonito, com belos olhos azuis de tirar o fôlego das mulheres.

Rafaela conhece Bernardo, pois o tem como colega de trabalho durante seu estágio como jornalista. Desde o primeiro encontro dos dois, quando descobriram ter que dividir matérias e trabalhos, não se deram muito bem. Rafaela o achava ignorante e sempre reclamava de sua companhia.

Quando Rafaela era mais nova, estava na casa de sua avó e conheceu um garoto, perto do mar, carregando uma mochila xadrez. Ficou encantada com o olhar dele e, desde então, passou a sonhar e escrever cartas para ele. Sempre que estava entediada ou chateada com sua vida, se desligava de tudo e escrevia para ele em seu caderninho.

Durante seus estágios e desafios no jornal ao lado de Bernardo, Rafaela passou por poucas e boas. 

Vivenciou momentos maravilhosos, seguidos de momentos não tão bons. Foi um mar de histórias, aprendizados e arrependimentos.

O que ela não sabia era que estava apaixonada por ele e, muito menos, que era um sentimento recíproco. Eles formavam uma dupla em tanto.

A história é narrada pela Rafaela e, talvez, seja por isso que não me prendeu. Ela é uma personagem muito monótona. Talvez me identifique mais com personagens masculinos e com presença mais marcante, que é o caso de Bernardo.

Confesso ter comprado o livro pela capa e me arrependo um pouco por isso. Ao ver a capa desse livro, fiquei apaixonada e imaginei que seria uma história encantadora.

Levei bastante tempo para concluir essa leitura, pois não me identifiquei com a história, mesmo tendo lido comentários positivos a respeito. Acredito que o clímax do livro, ocorreu a partir meio dele, o que me deixou cansada logo de início.

Parabenizo a escritora pelo final, pois foi literalmente inesperado e gosto de histórias desse tipo.

Assim, darei apenas três estrelinhas para esse livro, pois esperava mais dele.




6 comentários:

  1. Eu já gostei do livro, embora concorde com você quanto a narrativa da Rafaela ser um pouco chata. Na verdade, morri de amores pelo Bernardo *o* pra mim, o livro se salvou por causa desse personagem.
    Beeijo
    http://www.estoriasecafe.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com você! Obrigada pelo comentário. Beijos

      Excluir

© Escritora por um acaso / Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design / Ilustrações por: Kézia Martins
Tecnologia do Blogger.